Destaques Internacionais 15/12/2009

Comercialidade do bloco BM-S-3 e projeto de uma fábrica de polietileno com a Petroperu

O anúncio da Petrobras de que o bloco BM-S-3, nas águas rasas da Bacia de Santos, é comercializável foi abordado em nota pela BN Americas. O novo campo foi batizado de Guaiama e a Petrobras ainda não tornou pública sua estimativa de reservas na área.

Petrobras declara a comercialidade do bloco BM-S-3

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-781587523-1658266399&key=D|139846|S|0|x|781587523

A BN Americas publicou nota sobre a renovação do contrato entre a Petrobras e a Petroperu para a construção de uma fábrica de polietileno no Peru. As empresas renovaram o MOU, assinado em 2008, que previa estudos de viabilidade técnica e econômica do projeto. O novo protocolo foi assinado durante a visita do presidente Lula ao país.

Petroperu, a Braskem, a Petrobras renovam compromisso com projeto de polietileno

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-781578002-1658229501&key=D|139846|S|0|x|781578002

O periódico argentino El Cronista comentou em nota que a estatal uruguaia Administracion National del Cemento, Alcoholes e Petroleo (Ancap) está autorizada pelo governo a assinar contratos com o consórcio formado por Petrobras, Galp e YPF para a exploração de petróleo offshore nas águas do país. Duas concessões estão envolvidas: uma a ser operada pela Petrobras e outra, pela YPF.

Argentina: contratos para exploração off-shore no Uruguai devem ser assinados em breve

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-781588381-1658269043&key=D|139846|S|0|x|781588381

A construtora naval da sul coreana Daewoo vai construir mais de US$1 bilhão em embarcações de perfuração para a Petrobras. É o que afirmam fontes da Dow Jones, que publicou nota sobre o assunto.

Construção naval da Daewoo vai assinar acordo para navio de perfuração com a Petrobras

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20091214-714219.html

A Upstream comentou em matéria a contratação da empresa de perfuração cilíndrica Sevan Driller pela Petrobras. A primeira unidade, a Sevan Brasil, será contratada por seis anos, a partir de 2012, por uma taxa diária de U$445.000.  O trabalho começará na Bacia de Campos, em águas de 1800 metros de profundidade.

Sevan Driller na direção do primeiro samba

http://www.upstreamonline.com/live/article201600.ece?WT.mc_id=rechargenews_rss

O veículo chinês Xinhua repercutiu as declarações do presidente Lula, no programa de rádio “Café com o presidente”, de que em 2010 a economia brasileira vai crescer de forma sustentável. Durante o programa, Lula acrescentou que o governo tomará medidas para impulsionar o governo em 2010, como reduzir os impostos no setor petroquímico para facilitar a construção de novas refinarias. Ele afirmou inclusive que, se for necessário, emprestará mais R$ 20 bilhões para a Petrobras financiar a exploração do petróleo pré-sal.

Presidente Lula: A economia do Brasil vai crescer sustentavelmente em 2010

http://news.xinhuanet.com/english/2009-12/15/content_12649157.htm

A Petrobras foi mencionada em matérias da Reuters e da EFE sobre a alta das bolsas no Brasil. Segundo as agências, a Petrobras, junto com a Vale, monopolizaram o negócio.

Os estoques de Brasil ganham no profit-taking, real sobe

http://www.reuters.com/article/idUSN1418974920091214?type=brazilMktRpt

A bolsa de São Paulo alcança um novo máximo anual nas mãos de matérias-primas

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5iVaNPyhibRCtpMbeCaJUXPmy_vRg