Destaques Internacionais 18/12/2009

Benefícios do pré-sal à ciência brasileira e empréstimo do BNDES entre os destaques

A Petrobras foi destaque hoje de matéria publicada pelo Wall Street Journal. No artigo, o jornal afirma que o Brasil está prestes a superar antigas potências de energia como o México e Venezuela e se tornar o maior produtor de petróleo da América Latina. O veículo afirma que o Brasil pode ocupar este lugar até 2011. Para chegar ao topo, a matéria aponta os comportamentos da Petrobras e suas concorrentes na última década e a Petrobras sai na frente por aumentar a cooperação externa e ter se adaptado bem às pressões do livre mercado.

Brasil se aproxima do primeiro lugar na produção de petróleo na América Latina

http://online.wsj.com/article/SB126110630426396045.html

A agência chinesa Xinhua explica como as descobertas do pré-sal vão beneficiar a ciência brasileira. De acordo com fontes do Ministério de Ciência e Tecnologia, as gigantes reservas de pré-sal podem converter o país em um dos maiores exportadores mundiais de petróleo, além de beneficiar o próprio setor científico, uma vez que o país precisa desenvolver novas tecnologias para a exploração deste tipo de petróleo. A matéria destaca que a Petrobras já é considerada uma das empresas com tecnologia mais avançada para a exploração de águas profundas.

Descoberta de enormes reservas marinhas de petróleo beneficiará ciência brasileira.

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-783636967-1661141721&key=D|139846|S|0|x|783636967

A Reuters comentou em nota o empréstimo de US$ 809 milhões do BNDES para a Companhia Petroquímica de Pernambuco, unidade da Petrobras. A quantia será aplicada na produção têxtil e poupará cerca de U$1 bilhão por ano em importações de poliéster no Brasil.

Petrobras consegue empréstimo de U$809 milhões do Brasil

http://www.reuters.com/article/idUSN1715796720091217

O Dow Jones e a BN Americas publicaram nota sobre o contrato da Petrobras com a plataforma do navio FPSO Espadarte da firma holandesa SBM Offshore por um período de 18 anos. O acordo está avaliado em U$1,7 milhão e a empresa vai operar a partir de 2012 no campo petroleiro da costa Baleia Azul.

Petrobras firma novo contrato de locação com SBM Offshore

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-783667446-1661216646&key=D|139846|S|0|x|783667446

SBM Offshore assina contrato com Petrobras

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20091217-706550.html

A BN Americas distribuiu despacho sobre os avanços nas negociações entre a Indústria Brasileira de Fertilizantes e a Petrobras para a nova política de preços de gás. Segundo a BN, a estatal está avaliando a redução do preço do gás natural para as indústrias química, petroquímica e de fertilizantes.

Indústria de fertilizante avança em negociação sobre a nova política de preços do gás

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-783624997-1661102633&key=D|139846|S|0|x|783624997

Os ganhos adicionais da Bolívia com a exportação de liquefeitos para o Brasil foi tema de matéria na Agência EFE e na BN Americas. Os veículos informaram que a Bolívia começa a receber os primeiros ingressos em 30 dias. O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, e o presidente da estatal boliviana YPFB, Carlos Villegas, assinam hoje, no Rio um contrato de compra e venda de gás natural.

Bolívia receberá ingressos adicionais por liquefeitos que exporta para o Brasil

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5gKA-H5Ss5Jvb0qJciGiniee24C5A

Petrobras assinará acordo de pagamento por liquefeitos de gás natural

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-783549127-1660957855&key=D|139846|S|0|x|783549127

A Upstream publicou despacho sobre a aprovação, pela Petrobras, de um plano para contrato da primeira plataforma de apoio para perfuração de poços no campo de petróleo pesado em Papa Terra, na bacia de Campos. Segundo a notícia, os equipamentos serão destinados a cooperar com a P-61 e o campo deve entrar em funcionamento em 2013.