Destaques Internacionais – 20/7/2010

Produção de petróleo em junho e os Parques Eólicos de Mangue Seco são destaques

BNAmericas, a EFE Economia e o The Wall Street Journal noticiam que a produção de petróleo e gás da Petrobras, em junho, alcançou o patamar de 2,56 milhões de barris equivalentes de petróleo diários, um aumento de 2,3% em relação a junho de 2009. No entanto, a Reuters ressalta que a produção de gás no Brasil caiu cerca de 2% em relação ao mês anterior

Produção da Petrobras chega a 2,56Mbep/d em junho

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893389520-1836372541&key=D|139846|S|0|x|893389520

Produção de petróleo e gás da Petrobras aumentou 2,3% em junho

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893376061-1836343758&key=D|139846|S|0|x|893376061

Produção de Petróleo da Petrobras cai pelo segundo mês consecutivo

http://www.reuters.com/article/idUSN1920324920100719

Produção total de gás e petróleo da Petrobras alcança 2,563Mboe/d em junho

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20100719-707835.html?KEYWORDS=Petrobras

A produção de junho saiu em sites e jornais. No México, o jornal El Financiero traz notinha sobre o assunto. Em nota, o site do Terra em espanhol diz que produziu menos em junho em relação a maio, mas aumentou em relação a 2009.

O Ibama do Rio Grande do Norte concedeu licença de instalação à Petrobras para o projeto eólico Mangue Seco, segundo notícia do BNAmericas e da ADP Latin America News. Segundo os veículos, em comunicado, a estatal destacou que está autorizada a começar a construção de quatro parques eólicos, cada um com potência instalada de 104MW. O início das operações está programado para setembro de 2011 e os sócios da Petrobras no projeto são a Eletrobras, a Alubar Energia e a Wobben WindPower.

Petrobras está autorizada a começar trabalhos em projeto eólico de Mangue Seco

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893136970-1836007289&key=D|139846|S|0|x|893136970

Petrobras consegue autorização para construção de fazendas eólicas em Mangue Seco

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893098702-1835971167&key=D|139846|S|0|x|893098702

Matéria do BNAmericas informa que o Ibama autorizou a Petrobras a produzir 35 mil barris diários de petróleo e 10 milhões de metros cúbicos de gás natural nos campos de Uruguá e Tambau, na Bacia de Santos.

Ibama dá sinal verde para início de produção em Uruguá-Tambau

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893120348-1835990017&key=D|139846|S|0|x|893120348

Em comunicado reproduzido pela Reuters, a Seadrill informa que o semisubmarino West Orion para águas ultraprofundas começou suas operações para a Petrobras. A unidade chegou ao Brasil no começo de julho e, desde então, vem sendo preparada para atuar. O equipamento está fretado para a Petrobras em um contrato de seis anos para operações na costa brasileira.

Seadrill Limited: SDRL – Nono consecutivo para águas ultraprofundas começa operações

http://www.reuters.com/article/idUS70111+19-Jul-2010+HUG20100719

Em material sobre a lei de reforma financeira Dodd-Frank, o Financial Times considera um avanço desejável o dispositivo que obriga empresas de petróleo, gás e mineração a abrir seus balancetes. A lei obriga empresas listadas nos EUA, independentemente do lugar em que operem no mundo, a revelar quanto pagam aos governos perante comissões de segurança e exportação, isso inclui royalties, taxas e outros pagamentos, em detalhes. A Petrobras é lembrada pela publicação como empresa que possui alta tecnologia e conhecimento. A notícia destaca que a nova legislação ajudará na transparência das negociações.

Matéria do BNAmericas divulga que a Braskem lançou duras resinas de polipropileno para revestir dutos de metal usados no transporte de petróleo e gás em ambiente oceânico a fim de atender às crescentes demandas de exploração e produção em águas profundas. A publicação cita que a resina será usada pela primeira vez na plataforma P-55 da Petrobras, localizada na Bacia de Campos, cuja malha de tubulações é superior a 80 Km.

Braskem lança resina para mercado de águas profundas

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-893279960-1836169047&key=D|139846|S|0|x|893279960

Segundo informação do The Wall Street Journal, via Dow Jones, a Petrobras pagará US$ 985 milhões em dividendos na forma de ativos da própria empresa. O pagamento será equivalente a R$ 0,20 por ação. De acordo com informe da Petrobras, a data do pagamento ainda não foi definida, mas acontecerá até 30 de setembro.

Petrobras deve pagar US$ 985 milhões em dividendos

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20100719-703249.html?KEYWORDS=Petrobras

O jornal Financial Times traz matéria sobre os desafios da nascente indústria de petróleo no Brasil. Cita diferentes analistas, diretores da ANP e analisa as perspectivas e incertezas.

Na China, o site em inglês do People’s Daily (jornal do Comitê Central do PCC) traz nota dizendo que a Petrobras vai alugar mais terminais no porto do Rio para atender demanda do aumento das atividades de exploração.

Na França, o jornal La Tribune traz duas páginas de matérias respondendo à questão “por que a perfuração em alto mar continua importante”.

A Petrobras também é citada em duas matérias. Em uma sobre as dificuldades que enfrentarão as pequenas empresas diz que os países que têm reservas offshore vão pensar duas vezes antes de dar a oportunidade de exploração a empresas de países emergentes, menos experientes que as grandes, com exceção da brasileira Petrobras.

A matéria sobre o destino das plataformas com a moratória de exploração nos EUA e na Noruega diz que o Brasil pretende continuar com a conquista do seu petróleo em águas profundas, com a tecnologia de ponta da Petrobras.