Destaques Internacionais 21/12/2009

Ações da Petrobras entre investimentos atrativos para 2010, projeto no Uruguai e gás boliviano

As ações da Petrobras foram consideradas um investimento atrativo para investidores de até 100 mil pesos em uma matéria do jornal argentino La Nación que indica as melhores alternativas para investir em 2010.

Investimentos 2010: as melhores alternativas para cada bolso

http://www.lanacion.com.ar/nota.asp?nota_id=1213602

O jornal uruguaio El País distribuiu despacho sobre o interesse da Petrobras em participar da licitação que deve ser lançada pelo governo do Uruguai para a construção de uma planta regaseificadora no país. A estatal quer participar do projeto porque uma de suas empresas no Uruguai necessita deste combustível para expandir e garantir seu negócio.

Petrobras apura licitação

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-784670128-1663164567&key=D|139846|S|0|x|784670128

A Agência EFE e a Xinhua publicaram matéria sobre o acordo firmado entre Petrobras e a Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) no qual a estatal brasileira se compromete a pagar pelos líquidos associados ao gás natural comprado da Bolívia. A Petrobras reiterou que os contratos de compra e venda de gás firmados entre os dois países não sofrerão alterações que impliquem em um aumento de custos para os consumidores.

Petrobras se compromete a pagar para a Bolívia os liquefeitos associados ao gás http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5idyXzgC5AxNuYAOTrHnZyKLIXC-g

Brasil pagará por ajustes no preço do gás boliviano

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-784159099-1662000189&key=D|139846|S|0|x|784159099

A Agência EFE afirmou em matéria que a Petrobras e a Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) concordaram em manter os termos do contrato de venda de gás. O acordo atual de compra e venda entre os dois países estabelece um montante mínimo de envio de 24 milhões de metros cúbicos e um máximo de 30 milhões diários de gás boliviano. O presidente da YPFB, Carlos Villegas, reiterou que a Petrobras tem interesse em manter as relações energéticas com a Bolívia e que fará muitos investimentos no país em 2010.

Bolivia e Brasil acordam em manter contrato de venda de gás sem mudanças

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5isx8FskqDqikOJhPLP74CglLm0dQ