Destaques Internacionais – 22/09/2011

Descoberta de óleo e gás na Bacia de Sergipe-Alagoas é o destaque desta quinta-feira

O Upstream traz matéria sobre descoberta confirmada na última quarta-feira (21/09) pela Petrobras de “nova província petrolífera” na Bacia de Sergipe-Alagoas. Descoberta foi noticiada ainda pelo Wall Street Journal, pelo site Market Watch, pelos site da revista especializada Offshore Oil and Gas Magazine, pelo site do argentino El Cronista Comercial, pelo portal espanhol Hoy Digital, pelo diário espanhol La Voz de Galicia, pelo colombiano El Heraldo, pelo jornal dos Emirados Árabes Unidos, The National, pelo paraguaio ABC Color e pela agência Prensa Latina.

Descoberta da Petrobras em águas ultraprofundas no poço Barra

A Bloomberg destaca que o diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, declarou que a queda de 16% do real nos últimos dois meses pode reduzir os lucros da companhia neste semestre, enquanto o custo de manutenção de dívida denominada em dólar cresce em termos de moeda local. De acordo com o veículo, a empresa brasileira provavelmente se livraria de uma perda financeira, após um ganho de R$ 2,9 bilhões no segundo semestre, se a moeda brasileira se mantiver abaixo de R$ 1,70.

Petrobras diz que queda do real pode afetar seus lucros por meio de custo de dívida

Matéria da Bloomberg informa que o gerente do pré-sal da Petrobras, Mauro Yuji Hayashi, informou que a empresa conectará um ou dois novos poços de produção ao campo offshore de Lula, este ano, com o objetivo de atingir 90 mil barris de petróleo por dia até 2012.

Brasil Foods, Liverpool, Petrobras, Tam: visualização de capital latino-americano

A Dow Jones reporta que o Brasil, maior país da América Latina, que possui uma democracia estável e um crescimento economico robusto – o que o torna ainda mais atraente – está diretamente na mira da indústria do mundial do petróleo. De acordo com o veículo, investimentos de empresas como Petrobras, BG Group, BP, Chevron, Galp, Repsol e Shell devem chegar a US$ 250 bilhões até 2020. Além de mencionar a recente descoberta feita pela Petrobras na costa do Sergipe, o veículo ainda ressalta que testes de longa duração estão em andamento em outros campos na região do pré-sal, com a expectativa de alcançar a produção de 543 mil de barris por dia até 2015.

Últimas descobertas fortalecem a posição do Brasil como player do petróleo

A Reuters noticia que a Petrobras informou nesta quarta-feira (21) que sua produção interna de petróleo caiu 0,3% para 1,96 milhões de barris por dia (bpd) em relação à média de 1,97 milhões bpd em julho. Segundo o veículo, incluindo a produção estrangeira e de gás natural, a companhia atingiu um total de 2,56 milhões bpd, um pouco abaixo dos 2,57 milhões do mês anterior.

Produção de petróleo da Petrobras em agosto desliza em relação a julho

Em artigo ao Financial Times, a presidente Dilma Rousseff afirma que a descoberta de grandes reservas de petróleo offshore abrirá um novo ciclo de industrialização no país, especialmente nos setores petroquímico, naval e de bens de capital, além de permitir que o Brasil crie um fundo especial para investir em políticas sociais, científicas, tecnológicas e culturais. De acordo com o texto, o país tem fortalecido empresas estatais como Petrobras, Eletrobrás e os bancos públicos para induzir o desenvolvimento.

Brasil vai lutar contra os manipuladores de moeda

O indiano The Indian Express reproduz texto publicado semana passada pela revista The Economist. Artigo fala sobre livro “The Quest: Energy, Security and the Remaking of the Modern World”, que trata sobre “as maiores necessidades e dilemas mundiais no campo de energia”. Artigo afirma: “A complexa perfuração em águas profundas, recentemente aperfeiçoada pela estatal brasileira Petrobras, de repente levantou a perspectiva do Brasil tornar-se um dos maiores produtores do mundo”.