Destaques Internacionais

Andamento da CPI e balanço trimestral da Petrobras são os destaques desta quinta-feira

No site do Washington Post, matéria da Reuters com o título “Escândalo no Brasil puxa sucessora escolhida por Lula” trata das acusações da ex-secretária da Receita, Lina Maria Vieira, contra a ministra Dilma Roussef. A Petrobras é citada em matéria que a Reuters publicou sobre a crise no Senado. Segundo a matéria, a secretária da Receita Federal Lina Vieira teria sido forçada a pedir demissão após abrir uma investigação sobre a Petrobras sem a aprovação do Ministro da Fazenda. A matéria foi reproduzida em vários veículos, inclusive no site do New York Times.

Escândalo no Brasil envolve sucessora escolhida de Lula

http://www.reuters.com/article/worldNews/idUSTRE57B5F920090812

http://www.nytimes.com/reuters/2009/08/12/world/international-us-brazil-politics-rousseff.html

A Petroleum Intelligence Weekly publicou despacho dizendo que a CPI da Petrobras dominou a mídia brasileira, trazendo grandes preocupações à empresa e um desastre político para o governo.

CPI da Petrobras balança o Brasil

http://www.energyintel.com/DocumentDetail.asp?Try=Yes&document_id=633707&publication_id=31

A Reuters publica uma previsão do balanço trimestral da Petrobras que deve ser anunciado amanhã, após o fechamento dos mercados. Segundo a previsão, baseada em uma média de estimativas de analistas, a Petrobras apresentará um lucro líquido de R$ 6,97 bilhões. Isso representaria, no entanto, uma redução de 21% em relação aos resultados do mesmo período de 2008 – devido à queda nos preços do petróleo.

Previsão – Rendimentos do 2º trimestre da Petrobras mais baixos devido ao impacto da crise

Lucro da Petrobras teria caído no 2º trimestre devido à crise

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN1213609020090812

A Bloomberg noticiou que a Pemex só vai conseguir sustentar o seu investimento de US$19,5 bilhões para o desenvolvimento de poços em águas profundas caso o preço médio do barril de petróleo fique em torno de US$70. A estimativa é da própria ministra das Minas e Energia do México, Georgina Kessel. A Bloomberg informa que a ministra mexicana deve se reunir com o Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, para uma visita a um centro tecnológico da Petrobras. Kessel parece interessada em conhecer projetos de etanol e exploração em águas profundas da Petrobras.

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=ajZkOJvyO.EM

Produção de petróleo mexicana pode cair para 2,6 milhões de barris

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=alJ6ZU2vdtaU

Na França, o jornal Les Echos traz matéria sobre as novas aquisições no setor de petróleo feitas por empresas chinesas. Cita o acordo assinado entre Sinopec e CNPC com a Petrobras para fornecimento de cerca de 150 mil barris de petróleo por dia em troca de um empréstimo de US$ 10 bilhões.

Nos Estados Unidos, o jornal Investor’s Business Daily traz editorial em que defende o empréstimo do EximBank americano à Petrobras. No conservador The Washington Times, que publicou editorial contra há poucos dias, carta do presidente do Eximbank, Fred Hochberg, defendendo o acordo e outra carta, contra o empréstimo, de Daniel Kish, Senior vice-presidente do Policy Institute for Energy Research Washington.

 No site da Scandinavian Oil Magazine, nota sobre contrato assinado entre Veolia e a Petrobras America.