Destaques Internacionais – 26/11/2010

A não migração de contratos no Equador é o destaque desta sexta na imprensa internacional

Reuters, Bloomberg, EFE Português e AP Spanish publicam matérias sobre a saída da Petrobras do Equador e relatam que o governo pretende aumentar os lucros com o petróleo por meio dos novos contratos. A revista The Economist,  os jornais El País, La Hora, El Telégrafo, El Universo, Gulf News as agências EPA e Andes e o site HidrocarburosBolivia também repercutiram o fato.

Equador assume controle de poços locais da Petrobras

Equador pagará preço “adequado” por confisco à Petrobras

Equador assume controle de operações em campos que eram da Petrobras

Equador procura acordo “amigável” com petroleiras que deixarão o país

Equador quer aumentar a produção de petróleo

Segundo o Upstream, a Petrobras lançou proposta de orçamento para contratar pelo menos duas plataformas de posicionamento dinâmico.

Petrobras mira em dupla para águas profundas

Citando a Veja Online, a Reuters informa que a Camargo Corrêa concordou em vender ativos da Itaúsa. O provável comprador dos ativos é a Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras.

Camargo venderá ativos da Itausa

Na Argentina, o jornal El Cronista diz que o governo do país anunciou construção de centrais elétricas e aumentos para as empresas privadas do setor. Diz ainda que foi acertado pagamento de uma dívida com geradoras privadas, entre elas a Petrobras.

O BBCMundo, site de notícias da BBC em espanhol, traz matéria sobre as multinacionais latinas, destacando expansão e investimentos. Cita a operação de capitalização recorde da Petrobras.

No México, o jornal El Universal traz coluna que defende a reforma da Pemex para que se torne empresa semelhante à Petrobras.

No site HidrocarburosBolivia, matéria sobre leilão de gás realizado pela Petrobras em 24 de novembro.