Destaques Internacionais – 26/8/2010

Acordo para aprimorar tecnologia de etanol a partir da celulose ainda repercurte

O Businessweek repercute a informação de que a Petrobras assinou acordo com a empresa norte-americana KL Energy Corporation (KLE) para aprimorar a tecnologia de produção de etanol a partir da celulose e poder contar, em 2013, com uma usina que produzirá o biocombustível a partir do bagaço da cana-de-açúcar.

Usina de biocombustível no Wyoming funcionará com bagaço de cana-de- açúcar

Em blog da Forbes, matéria sobre os investimentos da Petrobras para produção de etanol de celulose em associação com empresa nos Estados Unidos.

No jornal Times of Oman, feature da Reuters sobre projeto do Brasil de incluir pequenos produtores rurais na produção de biodiesel. Cita os benefícios do biodiesel, inclusive corte de emissões de carbono e redução das importações de diesel pela Petrobras. Diz também que a empresa desenvolveu novas maneiras de refinar óleos vegetais com diesel.

O Upstream e o CNBC informam que a indústria cubana de petróleo quer trabalhar com empresas similares às do México e às dos Estados Unidos para promover práticas de segurança na perfuração de poços em águas profundas. De acordo com as publicações, Cuba dividiu sua parte na região em 59 blocos, 21 dos quais já foram repassados a sete companhias. A Petrobras é uma das que detém blocos cubanos no Golfo do México, assim como a Petronas, a Petrovietnam e outras.

Cuba quer colaborar na segurança da exploração de petróleo em alto mar

EUA, Cuba e México desejam cooperar em perfuração no Golfo do México

Na França, matéria sobre o mesmo assunto na revista de negócios L’Usine Nouvelle.

No Canadá, a revista Macleans (única revista de current affairs do país) traz matéria sobre o legado do presidente Lula. Entre os diferentes aspectos, a matéria relata a intervenção do Brasil no caso das sanções contra o Irã. Diz que a “poderosa multinacional brasileira Petrobras” fez importantes incursões no Irã durante os dois mandatos do presidente.

No México, o jornal El Economista diz que os empresários e o governo brasileiros aprovaram começar negociações para um tratado de livre comércio entre os dois países. Cita o embaixador brasileiro no México, Sergio Florencio, informando que o Brasil tem especial interesse em ampliar acordos de cooperação entre Petrobras e Pemex.

Na Espanha, o jornal Expansión traz matéria dizendo que as empresas chinesas começam a ser as mais valiosas do mundo. Sobre as petroleiras, o jornal destaca que além da Petrochina, nos postos mais altos do ranking está a Petrobras, diz que a empresa poderá ser a protagonista da maior colocação de ações em Bolsa de todos os tempos.