Destaques Internacionais – 27/7/2010

Nova lei para o setor de petróleo no Equador e compra de equipamentos são destaques

Segundo a agência Reuters, o Equador aprovou uma nova lei que dá poder ao Estado sobre o setor de petróleo. A reportagem lembra que a Petrobras é uma das maiores investidoras no país. Pelas novas regras, o governo poderá liquidar contratos de empresas que não estejam adequadas ao novo modelo. Segundo a agência, o governo de Rafael Corrêa quer transformar as empresas petrolíferas estrangeiras em prestadoras de serviço, pagando uma taxa fixa a elas. Wilson Pastor, ministro para fontes não-renováveis do país, disse que a prioridade é a renegociação dos contratos, mas se isso não ocorrer o país irá pagar um preço justo pelos ativos. Os novos contratos serão enviados às empresas esta semana, informa o texto.

Equador aprova lei que aumenta controle do estado sobre o setor petrolífero

Reuters informa que a fabricante de equipamentos para indústria do petróleo FMC reportou queda nos resultados trimestrais. Com o impacto do desastre ambiental no Golfo do México, a previsão da empresa para 2010 ficou estável, mesmo com as grandes encomendas. A companhia teve no segundo trimestre uma queda no lucro líquido de 9% e a receita caiu 8%. Apesar do resultado, diz o texto, a empresa segue otimista por conta de pedidos como os da Petrobras e da Gazprom.

Ganhos da FMC caem e cenário para 2010 segue estável