Destaques Internacionais

Marco regulatório e maior participação da Petrobras no exterior estão nos destaques da imprensa estrangeira

O Wall Street Journal on-line publicou matéria dizendo que o aumento na produção de petróleo e na exportação do produto e seus derivativos permitiu que a Petrobras fosse uma exportadora líquida de petróleo no segundo trimestre.

Exportações de petróleo da Petrobras ultrapassaram importações no segundo trimestre

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090807-713210.html

A agência de notícias alemã ADP distribuiu hoje despacho sobre o plano piloto que a Petrobras deve implementar no Chile para estudar o potencial do mercado de biocombustível local.

Petrobras deve estudar o potencial do mercado de biocombustíveis no Chile

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-709929385-1543167978&key=D|139846|S|0|x|709929385

O Washington Times publicou editorial sobre as políticas de energia americanas. O artigo cita o empréstimo de US$ 10 bilhões que o banco americano Export-Import se comprometeu a dar à Petrobras como exemplo do financiamento de desenvolvimentos estrageiros no setor de energia que trarão vantagens àqueles países.

Rodando na reserva

http://www.washingtontimes.com/news/2009/aug/09/running-on-empty-34923454/print/

A Petrobras é citada em uma entrevista com o CEO da Oando africana no Financial Times.

ENTREVISTA: Wale Tinubu, CEO do grupo da Oando

http://www.ft.com/cms/s/0/240d4b40-835d-11de-a24e-00144feabdc0.html

O Wall Street Journal publicou matéria no final de semana afirmando que as novas reservas do pré-sal, diferentemente do esperado, geram desconfiança por parte de alguns investidores.

Contando com o campo de sonhos da Petrobras

http://online.wsj.com/article/SB124966952158815073.html

A Petroleum Intelligence Weekly tem nota registrando o início da CPI da Petrobras.

Brasil investiga alegação de corrupção

http://www.energyintel.com/DocumentDetail.asp?document_id=633065

O site da Forbes publicou reportagem sobre o novo marco regulatório. Segundo a matéria, a situação das petrolíferas estrangeiras, que têm 38% das concessões das reservas do pré-sal, se complicou. O artigo fecha com a declaração do presidente de exploração e produção da Chevron, Ali Moshiri, dizendo que o “Brasil é o futuro da indústria do petróleo. Não importa se acima ou abaixo do sal, o potencial é grande.”

Grandes petrolíferas suam com os debates sobre novos regulamentos no Brasil

http://www.forbes.com/2009/08/07/oil-brazil-lula-business-energy-brazil.html

The Moscow Times, o jornal em língua inglesa mais importante da Rússia, publicou artigo de opinião de Bernardo Arnaud, CEO do Lentia Trading, sobre o início da cooperação Brasil e Rússia. O artigo cita as grandes reservas do pré-sal da Petrobras e afirma que os dois países vão colaborar cada vez no campo de energia.

Grandes planos de Medvedev no Brasil

http://www.themoscowtimes.com/article/1016/42/380340.htm

A Reuters publicou despacho sobre os planos do governo brasileiro de aumentar sua participação na Petrobras através da troca de direitos de exploração de novos campos de petróleo por ações da petrolífera.

Governo brasileiro deve aumentar participação na Petrobras até 2010: fonte

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN0740199820090807

A agência de notícias chinesa Xinhua distribuiu despacho sobre as negociações do oleoduto no Equador. Segundo o artigo, o consórcio que opera o oleoduto, do qual a Petrobras faz parte, mostrou interesse em dialogar com o governo equatoriano logo que o presidente do país, Rafael Correa anunciou que quer renegociar o contrato devido a irregularidades.

Multinacional quer com Equador para conservar oleoduto

http://spanish.china.org.cn/international/txt/2009-08/09/content_18302318.htm

O jornal canadense Calgary Herald publicou  matéria da Reuters dizendo que o governo pretende ampliar a participação do Estado na Petrobras, oferecendo campos de petróleo em troca de ações.

O site do Euromoney publica também a  matéria da Reuters.

http://www.emii.com/Articles/2270804/Energy/Energy-Articles/Brazil-Plans-To-Hike-Petrobras-Stake.aspx

Neste domingo, o jornal britânico The Mail on Sunday (tablóide conservador, com penetração entre investidores) traz recomendação de investimento em ações da BG e cita a parceria com a Petrobras entre as diversas vantagens da empresa.

Na França, o jornal La Tribune traz notinha sobre o financiamento do Eximbank à Petrobras.

Na Rússia, o jornal Moscow Times traz artigo sobre a aproximação entre Brasil e Rússia, citando na lista os interesses da Gazprom e da Petrobras. O artigo é assinado por Bernardo Arnaud, CEO Lentia Trading do Rio.

Em Portugal, o jornal Publico traz matéria de uma página sobre a expansão da Escom, do Grupo Espírito Santo, em Angola. Cita aquisição de 2,5% de participação no bloco 18, cuja operadora é a Petrobras.

No site do Financial Times, a íntegra da entrevista com Wale Tinubu, CEO da empresa importadora de combustíveis da Nigéria Oando, e seus planos de tornar a empresa uma das “grandes da Africa”. O jornal pergunta sobre a reforma da estatal nigeriana NNPC e se o modelo deve ser o da Petrobras. E ele cita vantagens de uma estatal com ações em grandes bolsas e dirigida por executivos.

No Equador, o jornal Hoy traz nota sobre aumento em 600% do superávit comercial da Petrobras no segundo comércio.