Destaques Internacionais

Novo marco regulatório e capitalização da Petrobras são os destaques de hoje

A Reuters publicou despacho dizendo que a injeção de capital do governo prevista para a Petrobras poderia pesar nos preços das ações, pois os investidores temem que a dívida de US$ 31 bilhões da empresa cresça à medida que o governo consolida seu controle sobre a empresa.

Ações da Petrobras poderiam sofrer com plano de capitalização

http://lta.reuters.com/article/businessNews/idLTASIE5811R720090902

A Dow Jones, a Reuters e a Upstream distribuíram despacho, baseados em matéria do Estado de São Paulo, sobre a possível capitalização do BNDES para que seja utilizado no financiamento dos desenvolvimentos na região do pré-sal.

Brasil pode capitalizar BNDES para financiar exploração de petróleo  – Estado

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090902-709468.html

Brasil pode aumentar fundos do banco estatal para plano do petróleo – relato

http://in.reuters.com/article/oilRpt/idINN0252757020090902

Brasília flerta com opções financeiras no pré-sal

http://www.upstreamonline.com/live/article187081.ece

A Bloomberg distribuiu despacho sobre a declaração do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, sobre a venda de ações da empresa que deverá ocorrer no primeiro semestre de 2010. A Bloomberg informa que o analista Max Bueno, da corretora Spinelli SA, disse que o mercado teria ficado confiante com a explicação de Gabrielli em relação aos direitos de exploração exclusivos da Petrobras.

Oferta de ações da Petrobras pode ser três vezes o valor do petróleo

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=ah0L8CuKwfCw

Grupo brasileiro diz que o plano é injusto com as minorias da Petrobras

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=atesipQ4m478

A AFP publicou matéria sobre a afirmação do presidente Lula de que o novo marco regulatório não espantará o investimento necessário proveniente das petrolíferas estrangeiras para as áreas do pré-sal. A matéria da AFP foi publicada na versão argentina do site Invertia.

Controle rígido do Brasil sobre o petróleo não espantará investidores: Lula

http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5ijPmXhrIyvguBuhRtj6Uz6_7_YQQ

Controle estatal sobre o petróleo não assustará investidores, afirma Lula

http://ar.invertia.com/noticias/noticia.aspx?idNoticia=200909021904_AFP_190400-TX-UYQ98

Brasil: não faltarão investimentos estrangeiros para exploração petrolífera, segundo Lula

http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5jR5XFK9LsUh2z6Eu5ESCSplfZpgQ

O site da MSNBC publicou matéria sobre o impacto que o novo marco regulatório pode ter nas empresas petrolíferas. O artigo foi publicado na seção que o site The Motley Fool, um dos mais populares sites de finanças pessoais dos Estados Unidos, tem na MSNBC. 

Nem assim a Petrobras perde

http://www.msnbc.msn.com/id/32657481/ns/business-motley_fool/

A Bloomberg atualizou a matéria publicada ontem sobre a intensificação do debate no Congresso com a nova proposta apresentada pelo Presidente Lula na segunda-feira. A matéria revela que partidos de oposição estão exigindo que o regime de urgência seja retirado do projeto de lei.

Regras de Lula para o petróleo esquentam o debate, dizem legisladores

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=aBOc6bJumMhE

A Reuters e a Dow Jones também fizeram matérias sobre o pedido dos líderes do Congresso para que a cláusula de urgência seja retirada da proposta do marco regulatório a fim de ter mais tempo para debatê-la.

Pediu-se a Lula que tire o projeto de lei da faixa rápida

http://www.reuters.com/article/bondsNews/idUSN02817720090902

Aliados do Governo querem remover cláusula de urgência da proposta do novo marco regulatório do petróleo

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090902-710080.html

O jornal espanhol El Mundo publicou matéria sobre a oposição dos estados petroleiros, Rio, São Paulo e Espírito Santo, ao projeto do Presidente Lula. A matéria dá detalhes da proposta de Lula.

Estados petrolíferos se opõem ao projeto de Lula

http://www.elmundo.es/mundodinero/2009/09/02/economia/1251896582.html

A Reuters e a Upstream distribuíram despacho sobre o ritmo das licitações nos campos do subsal. As matérias informam que José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras, teria dito que o “ritmo para aquelas áreas novas será altamente determinado pela capacidade da indústria nacional de fornecer mercadorias e serviços para o enorme plano de investimentos.”

Conteúdo nacional pode atrasar investida no petróleo: Petrobras

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN0210362120090902

Ritmo das licitações pode ser lento

http://www.upstreamonline.com/live/article187108.ece

Enquanto isso, as ações da Petrobras subiram nos mercados. Segundo a Bloomberg, as ações tiveram sua maior valorização em quatro semanas após anúncio da descoberta da BP ontem no Golfo do México e da declaração da empresa de que receberá 5 bilhões de barris das reservas do pré-sal.

Petrobras sobe o máximo nas últimas 4 semanas com nova descoberta e direitos

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=agKxFIheVOco

Petrobras sobe com a nova descoberta da BP e direitos sobre o petróleo brasileiro

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=a9fbuEYeUcIo

O Wall Street Journal e a agência de notícias portuguesa Lusa têm matéria sobre a confirmação da participação da Petrobras na descoberta do Tiber-1 no Golfo do México. As matérias lembram que o anúncio da descoberta fez com que as ações da empresa subissem.

Brazil Petrobras Confirms Tiber-1 Find In Gulf Of Mexico

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090902-709639.html

Petrobras anuncia descoberta gigante de petróleo em águas profundas no Golfo do México

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5hRWbrlhbQxTz9AQNb44pO5Tvi0FA

O Washington Post publicou matéria sobre a descoberta da BP no Golfo do México. A matéria informa que a Petrobras é parte do consórcio de exploração deste poço.

BP descobre fonte gigante de petróleo nas profundezas do Golfo do México

http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2009/09/02/AR2009090203560.html

A agência de notícias italiana Ansa publicou matéria em que informa que a novo marco regulatório apresentado pelo Presidente Lula poderia permitir que a Petrobras produza cerca de 5 milhões barris de petróleo e gás por dia em 2020, segundo matéria do Valor Econômico.

http://www.ansa.it/ansalatina/notizie/rubriche/restodelmundo/20090902133434939417.html

A EFE, a Ansa, a agência chinesa Xinhua e o jornal argentino La Nacion publicaram despacho sobre o lucro trimestral da Petrobras, que foi o maior da América Latina segundo a Economatica. As matérias informam que a Petrobras ficou em segundo lugar em toda a América.

Petrobras tem maior lucro trimestral da América Latina, segundo Economatica

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5jKCZGrK5Dr-XcqH9fFQRjGknXVYA

Petrobras, segunda empresa mais lucrativa da América

http://www.ansa.it/ansalatina/notizie/notiziari/brasil/20090902193434939751.html

Petrobras é a empresa de capital aberto mais lucrative da América no 2º trimestre

http://news.xinhuanet.com/english/2009-09/03/content_11988386.htm

Petrobras é a segunda empresa mais lucrativa da América, depois do Citigroup

http://www.lanacion.com.ar/nota.asp?nota_id=1169945

O Jornal de Negócios português publicou matéria dizendo que a Galp pode ter melhor resultados do que previa no poço Iara. Segundo a matéria, Haroldo Lima, presidente da ANP, teria dito, citando José Sérgio Gabrielli, que “as perspectivas de Iara (poço situado na bacia de Santos) podem ser maiores do que se imaginava”.

A Petrobras tem 65% do poço.

Galp poderá ter no poço Iara mais reservas do que previa

http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=384986

A Upstream publicou matéria dizendo que a especialista em águas profundas americana Floatec superou a Modec com uma proposta de US$ 1,1 bilhão para fornecer à Petrobras e à Chevron uma plataforma para o Projeto Papa Terra

FloaTec ganha da Modec na corrida do Papa Terra

http://www.upstreamonline.com/live/article187111.ece