Destaques Internacionais

Descoberta em Guará, novo modelo regulatório e pré-sal são destaques 

 

A notícia de que a descoberta de petróleo no campo de Guará é maior do que o esperado teve grande repercussão na mídia internacional. Os principais veículos do mundo publicaram matéria sobre o assunto, dizendo que com ela, o Brasil assegura seu lugar na categoria dos maiores exportadores de petróleo do planeta. As matérias citam o marco regulatório e as dificuldades de exploração na região, mas são extremamente positivas quanto à promissora produção das reservas do pré-sal brasileiro.

A Bloomberg, o Financial Times, o Wall Street Journal Online e a Reuters deram matérias sobre a descoberta de petróleo no Campo Guará, cujas estimativas são melhores do que se esperava. As reportagens dão destaque ao aumento das ações da Petrobras, da BG e da Repsol com o anúncio de que o Campo deve ter de 1 a 2 bilhões de barris de petróleo.

Petrobras e BG dizem que Guará tem até 2 bilhões de barris

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=aohKhiJCcGUU

Bacia de Santos se reergue com a estimativa de petróleo em Guará

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090909-713113.html

Repsol diz que Guará teria até 2.000 milhões de barris de hidrocarburetos

http://lta.reuters.com/article/businessNews/idLTASIE5880AU20090909

Ações da BG aumentam com as riquezas do petróleo brasileiro

http://www.ft.com/cms/s/0/756e3518-9da1-11de-9f4a-00144feabdc0.html

Matéria do jornal britânico The Guardian diz que o potencial do Brasil de se tornar um dos maiores produtores de petróleo no mundo aumentou com a descoberta com o anúncio do BG Group do campo com mais de dois bilhões de petróleo recuperável.  

Descoberta de petróleo brasileiro do BG vai “diminuir” a da BP no Golfo do México

http://www.guardian.co.uk/business/2009/sep/09/bg-guara-brazil-oil-discovery

O Daily Mail e o Daily Telegraph também publicaram matérias sobre a descoberta de Guará. A matéria do Daily Mail compara a descoberta do BG Group com o poço de Tiber, descoberto pela BP na semana passada no Golfo do México e cobre, em linhas gerais, o novo marco regulatório do petróleo. A do Daily Telegraph destaca as consequências da descoberta no mercado.

BG derruba rival com enorme descoberta na costa brasileira

http://www.dailymail.co.uk/money/article-1212365/BG-trumps-rival-huge-Brazilian-coast.html

Descoberta de petróleo da BG no Brasil poderia ser um “megacampo” de 2 bilhões de barris

http://www.telegraph.co.uk/finance/newsbysector/energy/oilandgas/6164069/BG-oil-find-in-Brazil-could-be-2bn-barrel-megafield.html

A Reuters publicou uma nota com detalhes das principais descobertas na região do pré-sal brasileiro.

FACTBOX- Descoberta de petróleo no Brasil na região de águas profundas do pré-sal

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN08BR20090909

O Financial Times Online publicou matéria dizendo que os prospectos de o Brasil se tornar um dos principais produtores de petróleo aumentaram ontem quando aumentaram ontem com a notícia de que o campo de Guará poderia ser o dobro do poço Tiber no Golfo do México. A matéria informa que as ações da Petrobras subiram com o anúncio da descoberta e cita o novo marco regulatório.

Brasil registra riquíssima descoberta de petróleo

http://www.ft.com/cms/s/0/a8f8225e-9da1-11de-9f4a-00144feabdc0.html

Os sites britânico e alemão do Financial Times publicaram matéria sobre a descoberta em Guará, dando destaque às dificuldades de extração na região, assim como no poço Tiber, no México. As matérias informam que o campo é duas vezes maior do que o poço mexicano e que a Petrobras já começou a enviar plataformas para a região, que deve começar a produzir em 2012.

As matérias dão destaque à parceria da BG com a Petrobras.

Descoberta de petróleo no Brasil pode conter 2 bilhões de barris

http://www.ft.com/cms/s/0/e080ea32-9d6d-11de-9f4a-00144feabdc0.html

Poço no Atlântico maior do que esperado

http://www.ftd.de/unternehmen/industrie/:erdoelvorkommen-oelfeld-im-atlantik-groesser-als-gedacht/50007653.html

O jornal londrino The Times também publicou matéria sobre o campo de Guará, dando destaque ao BG Group, parceiro da Petrobras na concessão. A matéria dá destaque também ao encontro dos países da OPEP. O jornal britânico The Independent também publicou matéria sobre o assunto. O jornal espanhol El País e a Reuters deram matéria sobre a descoberta, com destaque para a Repsol.

Enorme descoberta da BG no Brasil coloca o petróleo brasileiro em foco

http://business.timesonline.co.uk/tol/business/industry_sectors/natural_resources/article6828158.ece

Descoberta de petróleo no Brasil é ainda maior do que esperávamos, disse BG

http://www.independent.co.uk/news/business/news/brazil-oil-find-is-even-bigger-than-we-thought-says-bg-1784508.html

As expectativas da Repsol no Brasil disparam diante do potencial de Guará

http://www.elpais.com/articulo/economia/expectativas/Repsol/Brasil/disparan/potencial/Guara/elpepueco/20090910elpepieco_10/Tes

Repsol diz ter 1.1-2 bilhões de petróleo e gás em campo brasileiro

http://www.reuters.com/article/rbssIntegratedOilGas/idUSMDT00861020090909

A AOF francesa publicou despacho sobre a descoberta e dá destaque ao aumento das ações do BG Group na bolsa de Londres. A Petrobras é citada como parceira do BG Group. A matéria cita também o aumento das ações da Repsol. O jornal francês Les Echos traz nota sobre a “boa surpresa para Repsol e BG no Brasil”.

Na Espanha, o jornal de economia Expansion traz matéria sobre Guará e o desempenho das ações da Repsol, bem como a influência da notícia do crédito da chinesa CNPC. Em editorial, o jornal diz que a confirmação das reservas de Guará referenda a aposta da Repsol no Brasil.

Já no jornal La Vanguardia, de Barcelona, matéria destaca que as reservas de Guará ficam acima das expectativas, impacto sobre as ações da Repsol e também a notícia de que a chinesa CNPC recebeu crédito de US$ 20,7 bilhões para fazer compras no exterior. Segundo o jornal, a expectativa é de que esses recursos sejam usados para compra de 75% da YPF, filial argentina da Repsol.

O jornal Wall Street Journal traz matéria sobre a viagem do presidente José Sergio Gabrielli, informando que a Petrobras embarcou em uma campanha global para garantir que investidores e parceiros do setor petrolífero não fiquem de fora da exploração do petróleo na região do pré-sal. Destaca a informação sobre os planos para contratação empresas de avaliação conhecidas, pois analistas preveem que isso pode ter bom impacto.

Petrobras defende transação estatal

http://online.wsj.com/article/SB125251151478396007.html

O Wall Street Journal Online e a AP deram destaque à declaração de José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras, de que firmas de renome internacional serão contratadas para avaliar os direitos do desenvolvimento dos novos campos de petróleo a serem adquiridos com o plano do governo federal para aumentar a participação na empresa. O site do jornal americano em espanhol El Nuevo Herald também traz matéria sobre o assunto.

Petrobras promete que obterá direitos do petróleo a “valor justo”

http://online.wsj.com/article/SB125251151478396007.html

Petrobras quer “valor justo” para novos direitos do petróleo

http://news.moneycentral.msn.com/provider/providerarticle.aspx?feed=AP&date=20090909&id=10377688

A Dow Jones, a EFE e a ANSA informam que o governo brasileiro removerá o caráter de urgência dos projetos de lei no congresso sobre as mudanças no marco regulatório do petróleo, de acordo com declaração do deputado Michel Temer. Segundo as matérias, Temer teria concordado em estender o debate sobre os projetos de lei em 15 dias após reunião de senadores com o presidente Lula. As matérias informam que as quatro propostas serão votadas até 10 de novembro.

Brasil deve remover “urgência” de projetos de lei para o petróleo – presidente da Câmara

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090909-715762.html

Lula cede à oposição e retira o caráter de urgência do projeto do pré-sal

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5gI4LbV0lrOC7PEW4iEguDQcIrtfA

Lula retira caráter de urgência da lei petrolífera brasileira

http://www.ansa.it/ansalatina/notizie/rubriche/mercosur/20090910000334943688.html

A Reuters publicou despacho informando que a Petrobras conseguiria cumprir com seu plano de investimento para os próximos cinco anos sem necessidade de capital adicional se o preço do petróleo permanecesse em cerca de US$65, o barril, de acordo com declaração de José Sergio Gabrielli, presidente da Petrobras, ao Valor Econômico.

Petróleo a US$65 paga plano da Petrobras para o subsal –reportagem

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN1037469720090910

O Financial Times tem análise sobre o desenvolvimento da economia brasileira. O artigo cita a Petrobras ao dizer que as principais notícias de negócios no país ultimamente se referem às descobertas do pré-sal. O artigo afirma que é provável que a Petrobras tenha benefícios desproporcionais com as descobertas, especialmente porque o governo quer estabelecê-la como parceiro preferencial.

Brasil: Bom comportamento recompensa

http://www.ft.com/cms/s/0/8bc3cc82-9cdf-11de-ab58-00144feabdc0.html

O Wall Street Journal Online tem matéria, baseada em artigo de O Estado de S.Paulo, sobre a adaptação dos planos da Petrobras para duas de suas refinarias de combustíveis para incluir o processamento das descobertas recentes dos campos de petróleo em águas profundas. A matéria informa que a Petrobras pretende construir outras quatro refinarias novas para aumentar sua capacidade de processamento para 3.6 milhões de barris por dia.

Petrobras: Subsal alimentará refinarias premium – Estado

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090909-710913.html

Outra matéria no Wall Street Journal Online informa que a unidade de biocombustíveis da Petrobras e o Banco do Brasil assinaram um contrato de financiamento nesta quarta-feira que ajudará fazendeiros locais a cultivar plantações para produção de biocombustível.

Petrobras e Banco do Brasil assinam contrato financeiro para biocombustíveis

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090909-710746.html

A Reuters publicou despacho sobre o potencial uso de etanol em usinas termoelétricas japonesas. Segundo a matéria, isto poderia duplicar a exportação do combustível da Petrobras. A Tepco japonesa visitará os testes da termoelétrica a etanol da Petrobras em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Japonesa Tepco visitará termoelétrica a etanol no Brasil

http://lta.reuters.com/article/businessNews/idLTASIE5881ZR20090909

No site do Financial Times, matéria dentro do relatório do jornal sobre o World Economic Forum da Ásia, sob o título “Brasil: bom comportamento premiado”, analisa as boas perspectivas para a economia do país, destacando o petróleo, as expectativas de que a Petrobras será beneficiada e cita analistas dizendo que muitas outras empresas brasileiras vão se beneficiar também, algo que ainda está sendo descoberto por investidores.

O jornal boliviano La Prensa traz matéria dizendo que o Banco Central da Bolívia vai dar empréstimo de US$ 1 bilhão para a YPFB, embora a empresa ainda não tenha aprovado seu plano de investimentos. A matéria diz que as empresas privadas operando no país, entre elas a Petrobras, deveriam investir no total US$ 625,5 milhões.