Destaques Internacionais

13/7/2009

Melhoria nas ações da Petrobras e CPI estão na pauta da imprensa internacional.

Despacho da Bloomberg informa que a UBS passou a recomendar a compra das ações da Petrobras.

UBS recomenda compra das ações da Petrobras

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=aZycAM.Xj96U

A Petrobras é citada em um longo artigo publicado no domingo no jornal espanhol El País sobre empresas de países emergentes que estão ganhando espaço entre as grandes multinacionais.

A nova elite dos emergentes

http://www.elpais.com/articulo/semana/nueva/elite/emergentes/elpepueconeg/20090712elpneglse_2/Tes?print=1

Ações da Petrobras sobem

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=asP1rBEQAwjY

A discreta batalha pelo pré-sal

http://www.spanish.xinhuanet.com/spanish/2009-07/12/content_905445.htm

O site do Wall Street Journal publicou artigo informando que a Petrobras reiterou na sexta-feira “o sucesso da exploração nas áreas do sub-sal” na Bacia de Santos. A empresa informou à Comissão de Valores Mobiliários que os seis blocos que opera na região apresentaram índices de 100% de sucesso, em resposta ao anúncio da Hess Corp. de que não havia encontrado petróleo na Bacia de Santos.

Petrobras reitera o sucesso de seu poço de petróleo no sub-sal

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090710-710806.html

Petrobras diz que é improvável encontrar poços secos na região do pré-sal

http://www.terra.com.mx/articulo.aspx?articuloId=846199

O site do International Oil Daily, especializado em notícias sobre a indústria do petróleo, tem nota sobre a CPI da Petrobras. Segundo a nota, as investigações podem adiar ainda mais os planos do governo para criar um novo marco regulatório para exploração do petróleo no Brasil. A nota diz ainda que isso pode atrasar em mais de um ano a concessão de licenças para exploração de petróleo nas áreas do pré-sal.

A Upstream tem despacho dizendo que a Seadrill informa que a plataforma de águas ultraprofundas West Eminence começou suas operações de perfuração no Brasil. A Petrobras tem contrato para a utilização da plataforma por seis anos.

West Eminence começa obra no Brasil

http://www.upstreamonline.com/live/article183281.ece

O Wall Street Journal deu nota, baseada em despacho da agência Estado, informando que a Petrobras concorrerá à licitação para explorar petróleo na área do Carabobo. Jorge Zelada, diretor internacional da Petrobras afirmou que a produção da empresa fora do Brasil aumentará de 244.000 barris por dia a 341.000 em 2010. Segundo Zelada, as operações da empresa na Nigéria são um fator do aumento da produção.

Petrobras confirma que concorrerá na licitação para perfuração na Venezuela – Estado

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090710-713163.html

A Dow Jones informa que a Pemex vai receber em setembro ofertas de companhias estrangeiras para participar do projeto de gás natural de Coridon. A nota da Dow Jones afirma que a Petrobras é uma das empresas que já opera no setor de exploração de gás no México.

Pemex do México vai receber ofertas para Coridon em setembro

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090710-710767.html

Investigações podem atrasar mudanças no Brasil

http://www.EnergyIntel.com/DocumentDetail.asp?document_id=629407

A Dow Jones distribuiu nota na noite de sexta-feira afirmando que o presidente do Senado, José Sarney, ordenou a instalação da CPI da Petrobras. A nota lembra que a CPI deve ser instalada esta semana.

Presidente do Senado brasileiro ordena investigação na Petrobras

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090710-707508.html

A agência espanhola EFE cita a Petrobras em longo artigo sobre as denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney. O despacho, reproduzido por vários sites latino-americanos, cita em seu final as denúncias de que a Fundação José Sarney teria recebido patrocínio da Petrobras para projetos culturais que nunca teriam saído do papel. Despachos similares foram distribuídos também pelas agências Ansa, da Itália, e DPA, da Alemanha.

Revista revela que Sarney tinha conta bancária secreta fora do Brasil

http://www.elconfidencial.com/cache/2009/07/11/89_revista_afirma_sarney_tenia_cuenta_bancaria.html

O jornal paraguaio La Nacion também tem hoje matéria sobre o assunto. A matéria informa que o Presidente do Senado, José Sarney, “está sendo investigado por uma doação de US$ 650.000 que a Petrobras teria feito à sua família”, entre outras denúncias.

O principal aliado do presidente “Lula“ da Silva cambaleia.

http://www.lanacion.com.py/imp_not.php?not=256263

A agência de notícias chinesa Xinhua distribuiu no domingo um longo artigo afirmando que “uma das notícias mais chamativas da semana foi proporcionada pelas petrolíferas americanas que anunciaram não ter encontrado nem petróleo e nem gás natural em um poço na área do pré-sal”.

A Bloomberg cita hoje a Petrobras em matéria sobre a turbulência no mercado de ações brasileiro. Segundo o Citigroup Inc. as empresas brasileiras responsáveis por mais da metade do índice Bovespa podem dizer que o segundo trimestre foi pior com a queda dos preços das commodities, diminuição do crescimento econômico e aumento dos custos. A matéria informa que a renda líquida da Petrobras diminui em 35%.

Petrobras e Vale caminham para lucros “desanimadores” na semana que entra

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=adpt1CapJHZo#

Presidente do Equador exige novo contrato para oleoduto

http://www.businessweek.com/ap/financialnews/D99CHE5G0.htm

Equador quer renegociar oleoduto

http://www.upstreamonline.com/live/article183273.ece

Matéria publicada hoje no El Comercio, jornal on-line equatoriano, informa que o Serviço de Rendas Internas abriu um processo para determinar o prejuízo do suposto superfaturamento do oleoduto. A Petrobras é uma das acionistas do oleoduto.

O OCP inflou custos para pagar menos impostos de renda: SRI

http://www.elcomercio.com/noticiaEC.asp?id_noticia=290378&id_seccion=6

No jornal de Hong Kong South China Morning Post, matéria sobre investimentos em commodities cita a Petrobras comoa empresa que “dobrou de valor” desde o ponto mais baixo, em março.

Nos Emirados Arabes Unidos, o jornal Gulf News traz nota sobre grande procura pelos bônus da Petrobras.

Na Argentina, o jornal Clarin de sábado diz que o Brasil “avança em seus negócios com Cuba”. Destaca acordo para obras em porto e abertura do escritório da Petrobras na ilha.

No Mexico, o jornal Milenio  traz matéria sobre o tema com o título “Lula apóia Cuba com visita de ministro do Comércio Exterior”, cita abertura do escritório.

O jornal Oman Daily Observer, de Omã, traz matéria sobre financiamento que o Brasil vai conceder à Cuba e o escritório da Petrobras.

Na Argentina, o jornal Clarin de sábado traz matéria sobre boatos de vendas de ativos da Petrobras na Argentina. Diz que a empresa desmentiu rumores sobre venda de refinaria, depois de questionada pela CVM, mas não quis falar aos jornalistas sobre boato de venda de negócio de fertilizantes, o que teria criado suspeitas.

Na edição de domingo, o Clarin traz uma página sobre a importância do Brasil para os Estados Unidos, que o país é o centro da política do governo Obama. Traz entrevista com o embaixador dos EUA no Brasil que está deixando o posto, cita o assessor internacional do presidente, Marco Aurelio Garcia, dizendo que o Brasil só pode fazer políticas anti-cíclicas porque o neo-liberalismo foi tardio no Brasil, cita a importância do BNDES e da Petrobras no momento.

Na Espanha, o jornal El Pais de domingo traz duas reportagens sobre a nova importância dos países emergentes no mundo. Uma delas aborda o papel relevante que vêm assumindo as elites emergentes. Cita a Petrobras na análise.

Na outra reportagem, o jornal fala das multinacionais de países emergentes, também cita a Petrobras.

Na Argentina, o jornal Cronista diz que haverá grandes cortes de gás para as indústrias na Argentina, em consequência da falta de combustíveis líquidos. Cita a dívida com a PDVSA e diz que a Petrobras prefere o pagamento e não as promessa de pagamento para liberar combustíveis.

No Equador, os jornais do fim de semana e de hoje trazem matéria sobre anúncio do presidente Rafael Correa em seu programa de rádio de que vai renegociar o contrato com a empresa OCP , que tem entre seus acionistas a Repsol-YPF, a Perenco e a Petrobras.

O jornal El Comercio de hoje diz que a OCP inflou seus custos para pagar menos imposto. Cita as declarações de Correa e declarações do que seria o equivalente ao secretário da Receita Federal do Equador.

No domingo, o jornal Hoy destaca que a OCP prejudicou o Estado de várias maneiras.

E o jornal El Telegrafo abre com a informação de que o contrato será renegociado.

O jornal de Honduras La Prensa traz matéria sobre a PDVSA e diz que os números e o futuro da empresa são incertos. Cita a Petrobras e a Pemex que ficaram para trás no ranking das maiores empresas da América Latina porque “oficialmente as vendas da Petrobras aumentaram 31% em 2008″, mas críticos dizem que a produção da empresa está em queda.