Destaques Internacionais

Produção de biocombustíveis e panorama econômico do Brasil são os destaques

O site da Forbes publicou matéria que dá um panorama da situação atual do Brasil e informa que David Joy, do RiverSource Investments, recomenda a compra de ações de empresas brasileiras, dando destaque à Petrobras, Vale e Companhia Siderúrgica Nacional.

Compre no Brasil

http://www.forbes.com/2009/10/12/brazil-etf-emerging-intelligent-investing-markets.html

O jornal mexicano La Vanguardia publicou matéria comparando o México com o Brasil. A matéria reverencia o desenvolvimento político e econômico do Brasil, destacando o país como um bom modelo para o México.

O que podemos aprender com o Brasil?

http://www.vanguardia.com.mx/diario/detalle/columna/%C2%BFque_podemos_aprender_de_brasil?/416603

A Reuters distribuiu matéria sobre a decisão da Petrobras de utilizar os softwares Endur e cMotion Solution da Openlink para operar o transporte, comercialização, produção e exploração de petróleo da empresa. A matéria dá um histórico da petrolífera e diz que “o sucesso da Petrobras não se deve apenas à eficiência de suas unidades espalhadas pelo Brasil e exterior, mas, principalmente, à criatividade e talento do povo brasileiro”.

Petrobras seleciona Endur da Openlink para seus negócios com produtos refinados e petróleo bruto

http://www.reuters.com/article/pressRelease/idUS93698+12-Oct-2009+BW20091012

A agência de notícias chinesa Xinhua distribuiu despacho dizendo que os principais estaleiros do Rio de Janeiro enfrentam um período de inatividade, segundo revelou Paulo Inácio Frutuoso, dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Angra dos Reis. Segundo Frutuoso, isto se deve ao atraso das licitações que devem ser feitas pela Petrobras.

Estaleiros enfrentam período sem trabalho no Brasil

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-745098832-1601663160&key=D|139846|S|0|x|745098832

Reuters traz reportagem sobre acordo fechado entre Petrobras e Openlink, que deverá fornecer soluções eletrônicas para a logísticas e trade do petróleo bruto e refinamento.

Petrobras deve testar a reinjeção de CO2 na Bacia de Santos para aumentar o fator de recuperação, de acordo com texto publicado ontem pela Offshore.

O jornal mexicano El Norte publicou artigo sobre a necessidade dos governos concederem incentivos fiscais para aumentar a mescla de biocombustíveis com gasolina e diesel. A matéria cita o Brasil, ao lado da Alemanha e Colômbia, como modelos. Segundo a matéria, o Brasil ofereceu incentivos fiscais para os produtores de etanol, com o objetivo de desenvolver a indústria nacional de provedores de combustíveis, de forma a suprir a demanda prevista por uma lei com prazos e porcentagens da substituição da gasolina por etanol. A matéria informa que Pedro Martinez, assessor da Petrobras no México, apresentou o caso do Brasil no Congresso Nacional de Bioenergéticos. O jornal mexicano Reforma também publicou nota sobre o assunto.

Biocombustíveis requerem incentivos       

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-745039506-1601534391&key=D|139846|S|0|x|745039506

Países incentivam o etanol

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-745039659-1601535606&key=D|139846|S|0|x|745039659

A PetroleumWorld trouxe o artigo “Brazil’s Oil Rush”, sobre as novas descobertas de reservas petrolíferas e a política do setor. Aponta que nem sempre o dinheiro vindo do petróleo gera desenvolvimento par o país, mas aponta que o Brasil possui estabilidade econômica e democracia resiliente. Fala sobre o Marco Regulatório e o papel da Petrobras como única operadora nos novos contratos.

Artigo do boliviano Los Tiempos sobre a geopolítica energética aponta que as principais pretolíferas ainda tem problema de liquidez após a crise.  Cita que em parte da Venezuela a produção caiu e aponta que além de PDVSA, outras gigantes também operam: Petrobras, Shell, Chevron, Repsol e CNPC.

O argentino La Nacion traz artigo sobre a compra da Perez Compac pela Petrobras em julho de 2002. Para tanto, a Petrobras teve de cumprir as exigências da Comissão de Defesa da Concorrência, e teria vendido parte das ações da transportadora elétrica Transener a norte-americana Eton Park, sem o aval da Comissão. A s empresas Enarsa y Electroingeniería teriam então comprado as ações, tendo  Eton Park apelado à Corte, sem resultados.  O jornal ainda trouxe outra reportagem onde a venda é citada (“Advertencia sobre Papel Prensa”, sobre a possível instervenção do governo argentino na venda da Papel).

O acordo entre Petrobras e Chevron com Keppel Corp para construção de plataforma no Brasil foi assunto de nota publicada ontem pelo La Prensa, do Panamá.

O paraguaio Ultima Hora trouxe reportagem sobre a última etapa uruguaia da Copa Petrobras, com final entre os tenistas Pablo Cuenvas e Nicolás Lapentti. O jornal argentino Ole deu nota sobre a vitória de Cuenvas.  Vários outros da América do Sul também deram trouxeram reportagem.

Reportagem publicada hoje no Gulf News da Bloombergs News (e no dia 8 pelo The Economist) sobre a administração das Petronas Twin Towers traz comparação entre a estatal malasiana e a Petrobras. A brasileira conserva grande reputação hoje enquanto Petronas e Malásia devem começam a importar petróleo já em 2016.

O Times Online traz perfil sobre a carreira de José Sergio Gabrielli, apontando que ele foi o principal responsável pela transformação energética no Brasil. Cita que o CFO foi escolhido por Lula quando era professor da Federal da Bahia, escolha que trouxe na época questionamentos de representantes do setor . Fala sobre o fortalecimento da Petrobras ao longo dos anos, juntamente com as recentes descobertas. Gabrielli teria dito  que em 2020 Petrobras poderá vender entre 1,5 e 2 bilhões de barris de óleo e derivados por dia e sobre a PetroSal, que os principais players ficariam mesmo nervosos pelo poder da  organização de negar recuperação de custos.

Reportagem publicada hoje no Gulf News da Bloombergs News (e no dia 8 pelo The Economist) sobre a administração das Petronas Twin Towers traz comparação entre a estatal malasiana e a Petrobras. A brasileira conserva grande reputação hoje enquanto Petronas e Malásia devem começam a importar petróleo já em 2016.

O Jakarta Post trouxe artigo do Centro Yale para Estudos da Globalização de Londres que fala sobre o vigor financeiro da China enquanto outros países sofreram com a crise econômica. Destaca empréstimo de U$10 bilhões do Banco de Desenvolvimento da China a Petrobras para o fornecimentro de 160 mil barris por dia ao país asiático.

Petrobras deve testar a reinjeção de CO2 na Bacia de Santos para aumentar o fator de recuperação, de acordo com texto publicado ontem pela Offshore.

O The New York Times trouxe no dia 11 reportagem sobre a recuperação dos fundos de investimentos nos países emergentes, citando que a a Petrobras é o maior holding do fundo T. Rowe Price Emerging Markets Stock fund, com 6.2%, onde ações brasileiras representam 18%.

Em “El Dorado Carioca” El País fala sobre o otimismo e sobre as negociações de empresa espanholas de segmentos diversos no Brasil. Entre elas, cita as descobertas e operações de Repsol, especialmente a de Guará, onde Petrobras e BG Group são sócios. Repsol teria investido dois bilhões de dólares no Brasil nos últimos 12 anos. O texto trata ainda do interesse de empresas espanholas no setor de energia eólica brasileiro.