Destaques Internacionais

Exploração de blocos no Uruguai e licitação de 28 plataformas são destaques

 

A Reuters distribuiu despacho, em português e inglês, dizendo que a Petrobras e a YPF argentina devem explorar blocos na costa do Uruguai, de acordo com informações da ANCAP. Segundo a matéria, o governo uruguaio abriu uma licitação para que empresas perfurassem 11 blocos de até 8.000 km2, mas recebeu ofertas apenas para dois dos blocos mais promissores. A matéria informa que a Petrobras e a YPF fizeram a proposta como consórcio, mas cada uma explorará um bloco. Segundo a Reuters, se as explorações obtiverem reservas comercialmente viáveis, o governo negociará com as empresas para assegurar a participação da ANCAP na eventual produção de petróleo ou gás. A BNamericas, a Upstream e a Petroleum Intelligence Weekly também publicaram a notícia.

Petrobras e YPF devem explorar blocos na costa do Uruguai

http://www.reuters.com/article/marketsNews/idUSN221802120091022

Uruguai concede exploração de hidrocarbonetos à Petrobras e YPF

http://ar.reuters.com/article/topNews/idARN22869920091022

Petrobras e YPF ganharam contratos de exploração na costa

http://www.bnamericas.com/news/oilandgas/Petrobras,_YPF_awarded_offshore_exploration_contracts

Dupla explorará costa uruguaia

http://www.upstreamonline.com/live/article196569.ece

Uruguai faz transação de produção

http://www.energyintel.com/DocumentDetail.asp?Try=Yes&document_id=643191&publication_id=31

A Upstream impressa tem matéria dizendo que a Petrobras espera receber as propostas para contrato de até 28 plataformas de águas ultraprofundas, produzidas no Brasil para desenvolvimento e exploração de longo prazo na Bacia de Santos, em 4 de março de 2010. A matéria dá detalhes da licitação e informa que os concorrentes teriam dito que nos próximos meses será crucial assegurar recursos e, possivelmente, encontrar parceiros para partilhar custos deste mega empreendimento. Informa ainda que o governo brasileiro abriu uma linha de crédito para ajudar no financiamento da construção destas 28 plataformas.

Gigante brasileira pronta para lançar licitação para 28 plataformas em março de 2010

http://www.upstreamonline.com/hardcopy/news/article196672.ece

A revista EuroWeek, publicação semanal especializada no mercado financeiro, publicou matéria em sua edição desta sexta-feira, sobre a venda de bônus em dólar da Petrobras, noticiada em vários veículos esta semana.

Petrobras quer crescer em meio a entusiasmo na América Latina

http://www.euroweek.com/Article/2322724/Petrobras-looking-for-size-amid-LatAm-flurry.html

O Brasil deve aumentar em janeiro a quantidade de biodiesel misturado ao óleo diesel em 1%, para 5%. A mudança ocorre três anos antes do previsto, de acordo com a Agência Estado. A decisão de incentivo foi tomada pelo ministro das Minas e Energia, Edison Lobão. O País produz cerca de 3,3 bilhões de litros de biodiesel por ano, mas consume apenas cerca de 1,4 bilhões de litros. Menciona que a Petrobras opera três usinas de biodiesel no Brasil, que têm capacidade de produção instalada de 170 milhões de litros de biodiesel por ano, ou cerca de 13% do mercado brasileiro. A empresa espera produzir 940 milhões de litros de biodiesel por ano até 2012, de acordo com o site de finanças EasyBourse.

De acordo com o Portugal News, o Brasil vê em Portugal sua entrada para investir no setor de energia europeu. Em encontro, o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, e o CEO da Galp teriam conversado sobre aumentar a cooperação na África e Venezuela e iniciar uma joint venture no biodiesel.

Segundo informa o The Straits Times, de Cingapura, a FloaTec, joint venture da Keppel, assinou uma carta de intenção de contrato com a Petrobras com valor de US$915 milhões – Keppel teria 60% de participação.

Subsidiária da Petrobras deve usar navio de perfuração em águas ultraprofundas na costa da Angola. Transocean Ltd, que construiu o navio, afirma que o contrato é de 10 anos. Afonso Cardoso, embaixador do Brasil em Angola, disse recentemente que a Petrobras iria investir US$ 3 bilhões em Angola até 2012. O texto do site OGJ, afirma que Petrobras está ampliando agressivamente sua capacidade de perfuração.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, teria dito que o governo deve aumentar sua participação na Petrobras, visto que os acionistas minoritários não devem exaurir o plano de ações ofertado pela Petrobras, de acordo com o The Wall Street Journal.  Ele teria afirmado que o aumento de capital e a transferência para Petrobras de direitos sobre petróleo levariam 90 dias e que as novas descobertas podem elevar no futuro as reservas internacionais do Banco Central para US$ 500 bilhões – hoje são US$ 233 bilhões.

A Upstream impressa tem matéria sobre o pequeno atraso na data de apresentação de propostas para concorrência por projetos para a verificação da viabilidade técnica e econômica da utilização da unidade de liquefação flutuante para produzir gás proveniente do pré-sal. Segundo a matéria, a Petrobras teria adiado a data de apresentação para os quatro consórcios de 19 a 26 de outubro. A matéria informa que a Petrobras quer saber qual é a exequibilidade de uma unidade capaz de processar 14 milhões de metros cúbicos de gás por dia na Bacia de Santos.