Destaques Internacionais

Capacidade de refino doméstica e o primeiro núcleo de alta tecnologia brasileiro são os destaques

 A Petroleum Intelligence Weekly tem matéria sobre os planos da Petrobras de aumentar a capacidade de refino doméstica.

Petrobras traça planos de aumentar capacidade de refino doméstica

http://www.energyintel.com/DocumentDetail.asp?Try=Yes&document_id=644408&publication_id=31

A ADP distribuiu despacho sobre o primeiro núcleo de alta tecnologia brasileiro. Segundo a matéria, o núcleo de pesquisa para a exploração de hidrocarbonetos na região do pré-sal terá sede em Santos. A Petrobras e a Usiminas manifestaram interesse em participar do núcleo

 Santos deve ter 1º núcleo brasileiro de alta tecnologia do pré-sal

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-757413243-1620059232&key=D|139846|S|0|x|757413243

A Bloomberg distribuiu matéria sobre o aumento das ações brasileiras nos Estados Unidos com o crescimento da produção na China e nos EUA. Segundo a matéria, a Petrobras e a Vale lideraram a alta das ações com aumento de 1%. A matéria informa que líderes da oposição podem abandonar a CPI da Petrobras esta semana, de acordo com reportagem do Estado de São Paulo citando o senador Álvaro Dias.

 Ações brasileiras saltam nos EUA com crescimento da produção chinesa e norte-americana

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601086&sid=ayNxRwci1oRU

A BNamericas publicou matéria sobre a compra de gás boliviano pelo Brasil. Segundo a matéria, Frederico César de Araújo, embaixador brasileiro em La Paz, teria afirmado que o acordo de 20 anos será honrado.

Acordo de gás leve ou pague será honrado, diz embaixador brasileiro

http://www.bnamericas.com/news/oilandgas/Take_or_pay_gas_deal_will_be_honored,_says_Brazilian_ambassador

A Dow Jones publicou despacho informando que o prejuízo da Chariot Oil & Gas diminuiu no 1º semestre conforme matéria da Reuters, publicada no Petrobras Internacional de ontem.

Prejuízo antes de impostos da Chariot Oil & Gas diminui no 1º semestre; vê mais interesse

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20091102-701759.html

No Equador, o jornal El Universo diz que as petroleiras chinesas dominam o setor de petróleo no país. Cita a Petrobras como parceira da Petroriental em blocos, junto com Repsol, Perenco e Canadá Grande (associação coreana-equatoriana).

No site do Wall Street Journal, matéria com o CEO da Chariot Oil & Gas, empresa focada na Namíbia, dizendo que vai buscar parceiros no início do ano. O jornal diz que a empresa vendeu 50% de participação em bloco à Petrobras Energia.

Já o jornal boliviano La Razon diz que a Petrobras vai pagar US$ 100 milhões pelos líquidos associados ao gás natural que a Bolívia exporta para o Brasil. O montante corresponde às exportações de 2007, segundo o jornal, que cita como fonte da informação o embaixador do Brasil na Bolívia, Frederico Cezar de Araújo.