Poço sem petróleo foi pontual, diz ANP à Bloomberg

Diretor da ANP diz à agência Bloomberg que poço sem petróleo foi pontual. Veja a seguir a matéria traduzida.

Por Laura Price e Juan Pablo Spinetto

14 de Julho (Bloomberg) – O campo de petróleo brasileiro explorado pela Exxon Mobil Corp. que não havia demonstrado sinal de petróleo foi algo “pontual”, de acordo com Nelson Narciso Filho, diretor da Agência Nacional de Petróleo.

Explorar o campo de Tupi, localizado na Bacia de Santos, vai provavelmente fornecer mais informações sobre a viabilidade dos campos do pré-sal brasileiro, disse Narciso, hoje, em entrevista em Londres. Exxon Mobil informou na semana passada que não encontrou petróleo ou gás natural no campo offshore Guarani, no bloco conhecido como BM-S-22.

“Este fato foi pontual”, disse Narciso. “O risco está sempre presente, mas nós não vemos isso como uma situação problemática na área do pré-sal.” O investimento em petróleo e gás natural brasileiros nos próximos cinco anos somam um total de $200 bilhões, incluindo $174 bilhões pela Petroleo Brasileiro SA e $26 bilhões de companhias estrangeiras, disse hoje Narciso.

A Petrobras, como a companhia é conhecida, concentrou seus investimentos em exploração e produção de petróleo, incluindo os campos do pré-sal. O governo brasileiro espera realizar uma nova rodada de leilões para seus blocos de petróleo até o final do ano, informou hoje o diretor da ANP, a Agência Nacional de Petróleo.

A área do pré-sal

A área do pré-sal cobre 800 kilometros (500 milhas) ao longo da costa brasileira e possui jazidas de petroleo sob uma camada de sal situada tanto a 3.000 metros (9.843 pés) abaixo da superfície como também de 3.000 a 5.000 metros abaixo do leito do mar.

Os ganhos da Petrobras no segundo trimestre não serão afetados pelo fato de não se ter encontrado petróleo, e a companhia provavelmente não vai reduzir os investimentos programados, disseram hoje em uma nota os analistas da Raymond James Latin America. Raymond James reiterou o “market perform” (recomendação dada pelos analistas a determinada ação) recomendando a Petrobras.

“Não há impacto nos ganhos da Petrobras”, disse hoje em uma nota o analista Felipe Santos, da Raymond James. “Este poço encerra uma sequência que estava tendo 100% de sucesso até agora. Apesar dessa conclusão negativa, a potencialidade para encontrar novas reservas de petróleo e gás e aumentar a produção é enorme”.

Amortização da Hess

Hess Corp, localizada em Nova York, informou na semana passada que irá amortizar o investimento no campo, sem identificar o quanto será debitado aos seus ganhos do segundo trimestre. A Exxon Mobil está em conversação com a Petrobras sobre a compra da sonda para águas profundas com o objetivo de perfurar o próximo campo, informou na semana passada o porta-voz da Exxon Mobil, Patrick McGinn.

Guarani foi o segundo campo perfurado pelo grupo Exxon numa região marítima que possui dez vezes o tamanho de Los Angeles. A região é a maior descoberta de petróleo no Hemisfério Ocidental em três décadas. As reservas de Tupi são estimadas entre 5 a 8 bilhões de barris de petróleo e gás, informou a Petrobras este ano.

As ações preferenciais da Petrobras caíram 0.7% para 29.59 reais hoje em São Paulo. As da Exxon Mobil cresceram 0.8% para $66.22 enquanto as da Hess subiram 1.5% para $49.35 em Nova York.